Dia Internacional da Luta contra a AIDS

img-20161129-wa0153O Dia Internacional da Luta contra a AIDS foi criado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), com o apoio da Organização das Nações Unidas (ONU), em uma Assembleia realizada em outubro de 1987, com o intuito de conscientizar a população sobre uma das doenças que mais mata no mundo: a AIDS.

Além de informar as pessoas sobre os sintomas, perigos e formas de se prevenir contra o vírus HIV, essa data também visa auxiliar no combate contra o preconceito que sofrem na sociedade os portadores da doença.

A sigla AIDS vem do inglês Acquired immunodefiecience syndrome, que em português significa Síndrome da Imunodeficiência Adquirida.

A AIDS é uma doença que afeta o sistema imunológico e é contraída a partir do vírus HIV, que diminui drasticamente a capacidade imunológica do organismo, tornando-o fraco e suscetível ao aumento de infecções e doenças que ele não é capaz de combater.

A forma de contagio pelo vírus ocorre através de relações sexuais de qualquer tipo, transfusões de sangue, amamentação por leite materno, contato com secreções, contato com instrumentos cortantes que não tenham sido esterilizados, como equipamentos cirúrgicos, seringas, entre outros de pessoas infectadas.

A doença não tem cura e o seu tratamento consiste na administração de anti-retrovirais que agem no organismo com a redução das infecções, diminuição da replicação do vírus HIV no organismo e proporciona melhora na qualidade de vida do doente.

Devido à falta de conhecimento, por muito tempo criou-se mitos que se perpetuaram e ajudaram a discriminar pessoas contaminadas, como por exemplo: somente homossexuais contraiam AIDS ou mesmo que devia ser evitado qualquer tipo de contato com a pessoa infectada, até mesmo um aperto de mão.

Após anos de debate acerca da AIDS, esses mitos vão sendo quebrados, pois já é conhecido que qualquer pessoa, independente de sexo ou orientação sexual, pode adquirir o vírus se não se proteger, e que contatos que não envolvam secreções ou transfusões não disseminam o vírus.

Em 1991 criou-se o chamado símbolo da solidariedade e de comprometimento na luta contra a AIDS. Foi escolhido para representar essa luta o laço vermelho, que representa a ligação com o sangue e a paixão. O laço vermelho tem origem no laço amarelo, que representava a honra aos soldados que atuaram na guerra do Golfo pelos EUA.

É importante que todos reflitam a respeito de solidariedade, amor ao próximo e compaixão. É importante que cada um reveja sua postura em relação aos soropositivos e também utilize esse momento para informar-se sobre a doença e de como ela pode ser evitada. O preconceito e a falta de informação são os principais problemas enfrentados na luta contra a AIDS.