Coach Marcelo Felippe ministra palestra para alunos do IDB

“Aprender sim, mas se divertir também”, foi a palestra ministrada, na tarde desta quinta-feira, por Marcelo Filipe para os alunos da 2ª e 3ª Séries do Ensino Médio, no Convívio Cultural. Marcelo, que é engenheiro da área de Comunicações e pós-graduado em Neurociência Pedagógica, trabalhou com os alunos a gestão do tempo nos estudos, com dinâmicas e dicas sobre como usar, da melhor forma, as ferramentas que podem auxiliá-los a alcançar o tão sonhado degrau do sucesso.

Atualmente, Marcelo é trainer, coach e consultor, atendendo várias empresas, institutos e pessoas, desenvolvendo habilidades e potenciais, atingindo resultados pessoais e profissionais e aprendendo cada dia mais com todas as pessoas e empresas que têm oportunidade de conviver. Também é autor do livro “Transformando Pessoas – Coaching, PNL e simplicidade no processo de mudanças”.

Durante a palestra, seguindo a sua linha de estudo, Marcelo aproveitou para questionar os dombarretanos sobre o que, de fato, os alunos querem para suas vidas e como estão trabalhando hoje em dia o tempo, de que forma estão gerindo. O coach fez exercícios de tempo para ver de que forma cada aluno mede o tempo dentro de si e falou também de métodos simples e exercícios de aprendizado.

Para Marcelo, a vida precisa de significado. “Dentro de mim, o que me guia é o significado. Se eu tiver um significado, mesmo que o vestibular, por exemplo, seja chato, eu olho para onde é meu sonho e eu sei que aquilo é só um degrau para que possa chegar lá. Nem tudo que eu for fazer na vida vai ser aquilo que eu gosto. Mas, se eu tiver direcionado para aquilo que eu gosto, vai me levar aonde eu quero”, comentou.

Fazendo uma série de perguntas, Marcelo Felippe seguiu a palestra indagando os alunos para que eles pudessem compreender a importância das suas respostas e como isso pode levá-los a alcançar o sonho profissional. Para melhor ilustrar, o coach citou seu próprio exemplo. “Sonho não se joga fora. Qual é a sua habilidade? O que realmente você gosta de fazer? Mas mesmo que você erre o caminho de primeira, descubra sua habilidade e não desista de tentar. Depois de formado, eu levei cinco anos para descobrir a minha. Faça aquilo que esteja dentro de você. Então se você realmente quer alguma coisa, você vai fazer! É bacana ficar estudando as matérias chatas? Mas a matéria que você não gosta é um degrau para aquilo que você realmente quer! E ai?! Vale a pena?!”, disse Marcelo aos alunos.

Divertida e inovadora, a palestra foi um sucesso!