Alegria e emoção na conclusão da 3ª Série do Ensino Médio 2017 do Instituto Dom Barreto

A noite da última terça-feira, 19, foi de muita emoção para a família dombarretana que compareceu a Mansão Blitz para a solenidade de conclusão da Terceira Série do Ensino Médio do ano de 2017 do Instituto Dom Barreto. 101 brilhantes das três turmas do Instituto Dom Barreto e da turma da Escola Madre Maria Villac, acompanhados de seus familiares e amigos, celebraram o encerramento de mais um ciclo importante na vida.

 

Dando inicio a solenidade a Direta Presidente do Instituto Dom Barreto, professora Stela Rangel, juntamente com Marcela Rangel de Farias, diretora e coordenadora do ensino médio e madrinha da turma, Camila Rangel de Farias diretora da Escola Madre Maria Villac formaram a mesa de honra juntamente com os professores e funcionários do Instituto Dom Barreto.

 

Chegado o momento de celebrar um a um os alunos que completaram este ciclo tão importante, cada um dos alunos acompanhados de seus padrinhos de formatura, entraram estampando um merecido e belíssimo sorriso de satisfação e dever cumprido.

 

Como forma de reconhecimento pela competência, dedicação e sucesso dos relevantes serviços prestados ao Instituto Dom Barreto, foram homenageados durante a solenidade com o troféu “Marcilio Flávio Rangel de Farias” os funcionários do IDB: Maria do Socorro Veloso Chaves de Sousa, Tereza Cristina Rodrigues da Silva Moraes, Antônio José de Araújo.

Discursos emocionantes

O aluno João Henrique dos Santos Silva orador da turma “A” iniciou os discursos com uma fala emocionada. “O dia de hoje representa para nós, o reflexo de um longo caminho que trilhamos. O brilho nos olhos, o sorriso no rosto, o batimento cardíaco acelerado são provas do quão importante esse momento é para cada um (…) Somos novas pessoas a partir de hoje e continuaremos mudando daqui em diante para melhor. Somos a geração do século XXI, não se espera mais de nós além do melhor e seremos melhores, novamente, não melhores que os outros, mas melhores que nós mesmos”.

“Esse momento é único, e talvez um dos últimos que teremos com todos os formandos reunidos no mesmo espaço. E amanhã, mesmo que vocês não se lembrem de uma única palavra minha, espero que se lembrem quem esteve do seu lado, quem ajudou você a construir tijolo por tijolo da sua integridade e do que você é hoje. Temos o começo de uma jornada que ainda falta ser trilhada. Ainda temos um mundo todo a nossa frente. Mal posso esperar para ver o que faremos com ele.” Pontuou o orador da turma “B” Marcelo Costa Martins.

Emocionada, a oradora da turma “C”, Isabelle Matias, relembrou com nostalgia os esforços, as lágrimas e alegrias de todos os momentos vividos em turma. “A maioria de nós caminha junto há muitos anos. Paremos para pensar: sempre estivemos um ao lado do outro. Lado a lado nas carteiras brancas; nas filas durante o recreio; nas risadas e nos choros; nas dificuldades, cada vez maiores à medida que crescíamos, e com elas maiores responsabilidades; ao longo das mudanças que foram muitas. Juntos como uma unidade, uma família. E novamente estamos nós lado a lado, hoje, depois de vários anos, emocionados por vermos o orgulho nos olhos de nossos familiares, amigos e professores.”

Representando os alunos que estudaram na Escola Madre Maria Villac e no Instituto Dom Barreto, a aluna Débora Cardoso emocionou a todos com seu discurso. “Terminamos o terceiro ano na certeza de que agora temos duas casas. Não pertencemos nem somente ao Villac e nem somente ao IDB, nós somos pontes entre esses dois grandes ambientes de aprendizagem. Criamos raízes no Villac,as quais nunca iremos esquecer. Ao entrarmos no IDB, criamos asas que nos ajudaram a alcançar novos lugares e novos sonhos.”

Wemerson Gil e Carla Carvalho oradores da turma da 3ª Série do Ensino Médio da Escola Madre Maria Villac enceraram os discursos dos oradores fazendo memória ao saudoso Professor Marcílio Rangel e da sua importância para a mudança da realidade de todos aqueles que se formavam neste dia. “O nosso querido e memorável professor Marcílio Flávio Rangel de Farias, o menino e homem de olhar doce e sério, sobretudo, um dos maiores embaixadores dessa causa, que coma instituição da Escola Popular Madre Maria Villac tornou-se responsável por impulsionar o desenvolvimento da comunidade do Satélite, nos será um modelo eternizado, das infinitas maneiras de se praticar a caridade.”

Logo após o juramento, em chamada nominal, os alunos receberam das mãos dos professores e funcionários os pins de formatura.

 

“Onde quer que estejam, serão nossas estrelas…”

Marcela Rangel de Farias, diretora e coordenadora do ensino médio e madrinha da turma, discursou demonstrando todo o carinho pelos alunos. “Vocês são estrelas uns dos outros e, juntos, sendo ‘todos anjos de uma asa só’, construíram esse sonho usando como  matéria-prima a determinação, a abdicação, o compromisso, o esforço, a persistência para pôr em dia os conteúdos e, muitas vezes, para ajudar os amigos a fazerem o mesmo. Tiveram também suas estrelas, transmutadas nas figuras de seus pais e professores, que sonharam o sonho de cada um e fizeram do propósito de vocês os deles. Assim, hoje, vocês brilham juntos, formando uma linda constelação e nós, enquanto escola, enquanto família dombarretana, veremos todos vocês trilharem caminhos diferentes, uns mais próximos, outros mais distantes, mas onde quer que estejam, serão nossas estrelas e estaremos a ouvi-las e entendê-las”, afirmou emocionada.

 

Após as fotos oficiais da turma os alunos chegaram ao momento alto da comemoração e jogaram para o alto seus capelos, marcando a conclusão deste momento. A emoção que não faltou, tomou conta de todos e a lembrança de cada um ficará marcada para sempre na história do Instituto Dom Barreto, pois assim como disse, Antoine de Saint-Exupéry, parafraseado pelo aluno João Henrique dos Santos Silva em seu discurso “Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós.”

Parabéns aos nossos brilhantes.

Paz e Bem!