Alunos premiados na Olimpíada Brasileira de Biologia comemoram medalhas com professores

 

Tarde de comemoração dupla no Instituto Dom Barreto. Reunidos para celebrar o Dia do Biólogo, comemorado hoje, 3 de setembro, a equipe de professores da disciplina aproveitou o momento especial para realizar a entrega das medalhas da Olimpíada Brasileira de Biologia 2019 aos estudantes premiados na competição. Os alunos da 3ª Série do Ensino Médio: Cláudio Oka Lôbo Filho, medalhista de Prata, Ana Beatriz Mendes de Andrade e Carlos Eduardo Salazar, medalhistas de Bronze, receberam das professoras as premiações pelo desempenho na Olimpíada.

Na ocasião, a coordenadora do Ensino Médio, Marcela Rangel, deixou transparecer sua emoção pelo resultado e o seu carinho aos profissionais que regem a equipe de biólogos dombarretanos. O professor do IDB e coordenador da competição no Piauí, Lyndon Johnson, parabenizou os alunos e, emocionado, disse: “Nós, professores, aprendemos muito com as dúvidas de vocês. Por isso, buscamos ser melhores a cada dia e estudar sempre para poder auxiliá-los nessa jornada”.  

O objetivo da competição é estimular o interesse em estudos biológicos nos estudantes do Ensino Médio. O número de participantes da Olimpíada neste ano aumentou 300% em relação a 2018, quando 40 mil alunos foram inscritos. Para se ter uma ideia, cerca de 120 mil alunos participaram da 1ª fase da XV Olimpíada Brasileira de Biologia, que é promovida pelo Instituto Butantan. A prova abordou questões básicas da Biologia, como a citologia, botânica, zoologia, genética e evolução, ecologia, etnologia, biossistemática e noções de farmacologia.

A OBB é dividida em três fases diferentes. Na Primeira Fase, os alunos realizam uma prova composta por 30 testes de múltipla escolha, abordando todo o conteúdo de Biologia contido no site da Olimpíada. Já na Segunda, a prova é composta por 100 testes de múltipla escolha, abordando o mesmo conteúdo programático da Primeira Fase.

Na Terceira e última Fase, os 15 primeiros colocados na fase anterior são capacitados e avaliados nas atividades práticas por uma equipe composta por pesquisadores e educadores do Instituto Butantan. Essa avaliação corresponde a 50% da nota final da Terceira Fase. Os participantes ainda fazem uma prova composta por 20 questões de múltipla escolha, elaborada pela equipe Butantan, em que cada questão apresenta 4 proposições que devem ser classificadas como verdadeiras ou falsas. Esta prova corresponde aos outros 50% da nota.

Parabenizamos nossos alunos pela dedicação e pelo resultado magnífico. Parabenizamos também a nossa Equipe de professores que estão sempre apostos para prepararem, da melhor forma, os brilhantes amanhãs!