“A Magia do Era Uma Vez”: 38ª Festa do Livro IDB

 

Nós e nossas histórias em “A Magia do Era Uma Vez”. Este foi o tema da segunda parte da 38ª Festa do Livro do Instituto Dom Barreto, realizada no Teresina Hall, nos dias 5 e 6 de dezemrbo. A primeira etapa aconteceu em 30 de novembro, no Centro Cultural Efatá, com o tema “Eu, leitor e escritor”.  Os alunos do 1º Ano do Ensino Fundamental, das unidades Centro e Leste, deram um show nas atuações. Isso é prova de dias e horas de ensaios incansáveis valeram a pena!

A Festa do Livro do Instituto Dom Barreto é uma tradicional comemoração de finalização do período de alfabetização das crianças. Nela, os alunos produzem um livro – por isso o nome da festa – em que eles são os autores. Seus textos são originais e inspirados em toda a cultura letrada infantil: contos de fadas e clássicos da literatura. O livro é uma coletânea de textos, um de cada criança.

O tema “A Magia do Era Uma Vez” narrou a história do Sultão Shariar e da bela Sherazade. Shariar, ao descobrir que estava sendo traído pela esposa, a mata. Após o crime, toma uma decisão terrível: a cada noite, se casa com uma nova mulher e, na manhã seguinte, ordena sua execução, para nunca mais ser traído. A sábia e esperta Sherazade se casa com o sultão para fazê-lo mudar de ideia. Todas as noites, a moça começava a contar histórias, deixando o final para o dia seguinte ao nascer do sol.  Shariar não a mata, pois sempre quer saber a continuação da história e precisa esperar o dia seguinte. É assim que ela ganha a batalha: com sua palavra.

Sherazade mergulhou nas mais clássicas histórias dos contos de fadas que embalaram e ainda mexem com a infância de muitas pessoas, grandes contos da literatura infantil. Através das histórias, a jovem levou o Sultão às florestas da “Branca De Neve”, da “A Bela Adormecida”, ao castelo da doce “Cinderela”, viajou ao Egito para contar a história do “Aladim”, foi à Terra do Nunca com “Peter Pan” e encerrou seus contos, no fundo do mar, com a “Pequena Sereia”.

Ao som de clássicas músicas das produções cinematográficas, a produção revelou a desenvoltura dos alunos na dança, na música, na interpretação e na literatura. Após o evento, as crianças receberam um livro coletivo que foi produzido exclusivamente em sala de aula, em que estão reunidos os textos escritos por eles. Além disso, os brilhantes receberam um dossiê individual, que engloba as principais atividades de projetos executados durante o ano.

A festa é uma idealização da coordenadora da Educação Infantil, Bernadete Rangel, que contou com o trabalho da equipe de professoras das turmas do 1º Ano do Ensino Fundamental, das coreógrafas que também são professoras de Educação Física, dos artistas gráficos, dos profissionais que realizaram as gravações das falas e sons, além da equipe de luz e decoração.

Foram espetáculos belíssimos, de encher o coração de muito amor e os olhos de encantos!