Escola Popular Madre Maria Villac: Um projeto que surgiu do desejo de transformar o meio

solidariedadeDar as mãos, ajudar. Uma atitude mútua, de troca, querer o bem e ajudar, sem olhar a quem. A solidariedade pode surgir em vários momentos. Na maioria das vezes, inesperadamente e de quem menos esperamos. Em muitos casos, a solidariedade consiste não apenas no ato de ajudar pessoas desamparadas, mas também no fato de reconhecer a situação delicada de uma pessoa ou de um grupo social.

E para quem teve a oportunidade de conhecer de perto o nosso eterno e saudoso professor Marcílio Rangel, e até mesmo para que não o conheceu, já ouviu muitas de suas histórias, hoje memoráveis e outrora esquecidas. Histórias essas de luta, de ajuda, só possíveis graças ao seu generoso coração, sempre de disposto a ajudar o próximo. Assim ele fez com a comunidade do bairro Satélite, localizado na zona leste de Teresina.

No ano de 1992, ali fundou a Escola Popular Madre Maria Villac, junto com a irmã Missionária de Jesus Crucificado, Casilda Ribeiro.

A ação partiu de uma pesquisa sócioeducacional feita no bairro, cujo resultado revelou o desencanto dos jovens em relação ao ensino público da época. Isso fez com que professor Marcílio e a irmã Casilda trabalhassem em prol da educação daquela comunidade. Portanto, nesse ano criou-se o Curso de Alfabetização de Adultos, utilizando o método Paulo Freire/MEB (Movimento de Educação de Base). A partir de então, foram criados outros cursos com resultados surpreendentes.

A Escola Popular Madre Maria Villac é uma instituição educacional mantida pelo Instituto Dom Barreto. Além do Curso de Alfabetização, passou a funcionar com duas turmas de reforço: uma multisseriada para crianças de 1ª a 4ª séries e a outra para alunos de 5ª a 8ª séries – que recebiam aulas de Língua Portuguesa e Matemática.

Desde 2011, a Escola tem como gestora a Dra. Camila Rangel Farias. Camila assumiu quando a Irmã Sales, missionária da Ordem de Jesus Crucificado, responsável na época pela Escola, afastou-se para dedicar-se exclusivamente à catequese.

Camila afirmou que participar da Equipe da Madre Maria Villac foi a realização de um sonho. “Sempre quis vir para a Villac, pois admirava muito esse projeto. Eu acredito que educação é transformar a vida das pessoas. E aqui na Escola as vidas são modificadas. Neste local é local onde a educação é mais capaz de transformar. Vim desejando por isso e acolhi esse projeto que me identifiquei por completo”, pontua Camila.

O esforço para que a escola pudesse transformar o meio veio com o tempo. Os resultados hoje são visíveis pela comunidade, ao ver os alunos destacando-se em nosso meio social por meio dos estudos, antes impossível para eles, dadas as suas precárias condições socioeconômicas. Isso fez com que as solicitações em busca de uma Escola que atendesse a todas as séries do Ensino Fundamental e Médio se multiplicassem. Hoje, a Escola possuí, o Ensino Fundamental, Ensino Médio e neste ano de 2015 o Ensino Infantil passa a integrar a grade educacional do Madre Maria Villac.

Verifica-se, portanto, um grande avanço da Escola Madre Maria Villac ao implementar o Ensino Infantil, pensado com muito cuidado e baseado em um projeto pedagógico, relacionando ensino e ambiente de estudo das crianças. Por esse motivo, Direção viabilizou a implantação do Ensino Infantil para este ano de 2015. O sonho já uma realidade.

A Escola Madre Maria Villac possui o calendário escolar ligado às atividades do Instituto Dom Barreto, mas também possui atividades específicas que envolvem a comunidade, como Carnaval, Dia das Mães, Festa Junina, Dia dos Pais e Semana da Criança, fazem parte das datas comemorativas, sempre comemoradas com os alunos, professores e toda a comunidade do bairro Satélite.

Além das comemorações das datas fixas no calendário, a Escola promove a Semana Literária, evento em que os professores de Língua Portuguesa e Literatura trabalham e valorizam a leitura, a escrita e os autores de grandes obras piauienses e nacionais. A feira do Conhecimento é outro evento importante da Escola que ensina aos alunos atividades de cunho empreendedor, trabalha as habilidades manuais e os conhecimentos de várias áreas que irão auxiliá-los nas atividades escolares do cotidiano.

Com o passar dos anos, o resultado dos trabalhos realizados na Escola, refletiam ao final da 3ª Série do Ensino Médio com as aprovações nas Universidades Públicas. “Aprovação cada vez maior, os meninos são muito dedicados. E o melhor é que esses profissionais voltam para a comunidade. Quando se formam, passam a trabalhar conosco, como enfermeiro, psicólogo, professor. Acaba voltando e cada vez mais isso crescer”, explica a diretora Camila.

Camila Rangel afirma ainda que esse ano a procura dos pais pela escola acresceu consideravelmente. “Nosso número de alunos quase dobrou. Ano passado, em 2014, tínhamos cerca de seiscentos alunos. Esse ano temos trezentos alunos a mais em nosso cadastro. Nosso objetivo é atender maior parte dessa comunidade e sinto que somos bem recebido aqui.

Estamos tentando fazer com que a escola aumente, atenda mais gente”.

Hoje, a Escola Popular Madre Maria Villac supera expectativas, mostrando como a vontade de transformar e ajudar ao próximo pode afetar, de maneira positiva, a vida de toda uma comunidade. O professor Marcílio Rangel e a irmã Casilda Ribeiro acreditaram e tornaram possível oferecer, mesmo nas pequenas condições, estudos e oportunidade para os mais carentes do bairro Satélite. A Escola funciona com a participação e empenho da Direção, dos professores e funcionários, levando à comunidade o caminho do saber e da cidadania.