Turmas do 5º Ano do Ensino Fundamental visitam o Museu do Piauí

Hoje, 18 de abril, as turmas E, F e G do 5° Ano do Ensino Fundamental visitaram o Museu do Piauí, localizado no centro de Teresina. A atividade faz parte do projeto “Letramento em História: Você tem fome de quê?”. O projeto está na segunda unidade denominada “Todo mundo tem um pouco de índio dentro de si”.

As turmas conheceram o museu guiadas pelo professor de história, Petronio de Paula e pelo professor de filosofia, James Wagner. Antes de explorarem o local, os dois professores explicaram às crianças o que significava o museu e a importância das peças expostas ali. “O museu deve ser visitado para que nós possamos saber mais sobre a nossa história. Ele é a memória do Piauí”, disse Petronio às crianças. Já o professor James afirmou que o Museu do Piauí contém mais de sete mil peças. “O nosso museu guarda aspectos artísticos, antropológicos e históricos. Aqui nós temos a oportunidade de aprender como numa sala de aula”, acrescentou. Petronio, James e mais três professores fazem parte do projeto “Museu: a outra sala”, idealizado pela Associação dos Amigos do Museu do Piauí.

A professora de história do IDB, Lucielma Carvalho, explica como funciona esta segunda unidade do projeto. “Nesta unidade estamos discutindo a diversidade dos povos indígenas; discutimos também o termo “índio”; as problemáticas vivenciadas pelos índios e a relação com a colonização. Tudo isso para que as crianças percebem a presença da cultura indígena no nosso cotidiano”.

Durante o passeio, as crianças puderam conhecer mais sobre os índios e aproveitaram para ver as demais peças expostas, que vão ajudá-las nas próximas unidades do projeto. Os pequenos se mostraram bastante interessados em tudo que viram no museu. Eles perguntaram muito e descobriram, com esta aula diferente, a importância do nosso estado, do nosso país e ainda de todos aqueles que passaram por aqui, começando pelos índios durante o descobrimento e colonização do Brasil. Eles voltaram no tempo e encontraram um Brasil e um Piauí totalmente diferente do que é hoje!

Desejamos a todos Paz e Bem!