Mariana Costa

Attachment-1Mariana Costa Serra tem 25 anos, é advogada, administradora de empresas e nasceu em Caxias – MA, porém, cresceu e morou por muitos anos em Coelho Neto – MA. Com 11 anos, em 2001, foi estudar em Teresina. Dois anos depois foi transferida para o Instituto Dom Barreto, ficando aqui dos 13 aos 17 anos, ou seja, do 9º Ano do Ensino Fundamental até a metade da 3ª Série do Ensino Médio, quando teve que sair do Dom Barreto por motivos pessoais. “O que trago de mais forte do IDB são as amizades construídas lá, que são as minhas amizades mais fortes até hoje, quase 10 anos depois. Nisso, incluo o meu marido e pai da minha filha, que também conheci por meio do Dom Barreto. Acredito que isso se deve à façanha do IDB de extrair das pessoas o seu melhor e de agregar alunos de bom caráter e valores. Eu posso dizer com propriedade: os alunos do Dom Barreto são diferentes (ou pelo menos, eram)”, diz.

Mariana também afirma que o maior aprendizado que o Dom Barreto lhe proporcionou foi a capacidade/necessidade de organização. Com tantas matérias e horas-aula, não havia espaço para a procrastinação. “Eu aprendi a aprender sozinha e a organizar o meu tempo de modo a conseguir boas notas com o mínimo de estresse nas épocas de provas bimestrais. Como quando cheguei à escola no 9º Ano e todos já haviam tido um ano de aula de Latim e eu não sabia nada daquilo. Mas, mesmo assim, tirei a maior nota de todos os 9º Anos daquele ano na bimestral de Latim. Ali, eu descobri que eu era capaz; outro aprendizado essencial que trago comigo até hoje”.

O sonho de estudar em uma cidade grande

Formatura Direito
Formatura em Direito

A advogada, e recém administradora, sempre desejou fazer faculdade em uma “cidade grande”. Tendo pensado primeiro em Brasília e depois em São Paulo, Mariana acabou indo para São Paulo e começou a fazer Direito na PUC-SP (2007). Porém, passado um ano, ela queria mais desafios. “Então, fiz vestibular de novo e agora com a intenção de estudar na FGV-SP. De 2008 a 2012, cursei Direito na Escola de Direito de São Paulo – FGV. A faculdade segue o modelo americano de ensino, sendo integral até o 3º ano, então, não podíamos estagiar. Assim, eu só fiz dois estágios, ambos no ano de 2012, um no escritório full service Cabanellos Schuh, e um no escritório de Direito Empresarial Woiler e Contin, onde fui efetivada e trabalhei até o começo de 2014”, comenta.

Enquanto cursava Direito, Mariana decidiu fazer Administração de Empresas, pois ganhou uma bolsa integral da própria FGV-SP para o curso por um período de 2 anos. Os 5 melhores alunos do ano ganham esta bolsa e a jovem era o 2º lugar, por conta de suas boas notas. A bolsa faz parte de um programa da FGV-SP chamado “Dupla Graduação”, e permite que o aluno que se destacou no seu curso original possa cursar uma segunda faculdade na FGV-SP, (Economia, Administração ou Direito) sem precisar fazer vestibular e sem pagar o segundo curso enquanto ainda está matriculado no primeiro. Mas todos os créditos devem ser cursados normalmente.

EMBC Poland
Emerging Markets Business Conference – Poland (EMBC – Polônia)

Mariana optou por Administração devido à amplitude das matérias estudadas, que poderiam complementar perfeitamente a sua formação em Direito. Durante dois anos, a nossa antiga aluna levou os dois cursos juntos, inclusive, concomitantemente ao estágio. “O curso de Administração da FGV-SP me proporcionou uma experiência de faculdade que a Escola de Direito de São Paulo – FGV nunca poderia, por ser muito pequena (são somente 50 alunos por ano). Além disso, por meio da Escola de Administração, eu acabei fazendo dois intercâmbios de curta duração pelo programa GCT (Global Cultural Exchange), com Universidades de St. Gallen – CH (University of St. Gallen), em 2011, e de Varsóvia – PL (Warsaw School of Economics – SGH), em 2012. No GCT Polônia, eu fazia parte da metade brasileira da organização e, em parceria com a Students’ Union da SGH, nós organizamos o maior seminário sobre países emergentes do Leste Europeu, Emerging Markets Business Conference, que até hoje continua acontecendo anualmente”.

Visita Santander
Visita ao Santander

Pouco tempo de experiência, mas grandes conquistas

Mariana só possui um ano e meio de experiência profissional depois de formada, pois tem uma filha de 9 meses e precisa cuidar dela. Mas algo que a orgulha muito é o fato de que é, atualmente, a Editora Chefe da Revista Discente Direito GV. “Fui também revisora dessa mesma publicação enquanto ainda estava na faculdade de Direito. Além disso, vale dizer que cursei o final de Administração grávida e depois com a minha filha já nascida”, acrescenta. Em relação ao futuro profissional a advogada e recém administradora espera voltar a trabalhar logo. “Tenho a intenção de trabalhar no jurídico de alguma empresa multinacional”, pontua Mariana.

Paz e Bem!