Alunos do Ensino Fundamental receberam, nesta quinta-feira, visita de robô humanoide

Na manhã desta quinta-feira, 24 de setembro, os alunos do 2º, 3º e 6º Anos do Ensino Fundamental receberam a visita de um robô humanoide (todo o ser que tem aparência semelhante ou que mesmo lembre um humano, mas não o sendo). O robô, que fala e entende 22 idiomas, foi apresentado aos alunos por Artur Mainardi, que faz parte de uma empresa de tecnologia aplicada à educação, onde traz para as escolas públicas e particulares projetos que contemplam desde a Educação Infantil até o Ensino Médio.

De acordo com Jenner Vaz, professor de Robótica do IDB, a ideia de trazer o humanoide para a escola surgiu no Workshop em Tecnologias na Formação de Professores (Worktec) que acontece, nesta semana, no IFPI. “Um dos eventos foi uma mesa redonda na área de Robótica e tablets nas redes de aprendizagem e um dos profissionais mostrou um robô que é usado na Prefeitura de Recife junto às crianças do Ensino Fundamental. Nesta mesa redonda, o próprio público presente achou melhor ver na prática e como fica mais difícil levar os alunos de um colégio para o evento no IFPI, o professor se prontificou a ir à uma escola fazer esta apresentação e uma mãe de aluno do Dom Barreto, que participa da organização do evento, se prontificou a trazê-lo aqui”.

Artur Mainardi explica mais ainda sobre o trabalho desenvolvido no Workshop e o que sua empresa desenvolve. “Nós estávamos participando do Workshop no Instituto Federal, onde trabalhamos exatamente isso, com a formação de professores, e trouxemos esta tecnologia a convite do professor Francisco, secretário da Prefeitura de Recife que implantou o humanoide em toda a rede municipal do Recife. Hoje, eu tenho esse projeto não só com este humanoide, mas usando humanoide e outras tecnologias, como por exemplo, o LEGO, em várias escolas do Brasil. Estamos no Rio Grande do Norte, Pernambuco, Rio Grande do Sul e São Paulo”.

Já o professor Francisco Luiz dos Santos, físico e pesquisador, que está cedido à prefeitura de Recife como Secretário Executivo de Tecnologia da Educação, comenta que este tipo de tecnologia já existe em todas as escolas do estado. No início, o trabalho contemplava apenas as escolas particulares, mas o prefeito de Recife decidiu ampliá-lo. “Eu já trabalhei com Robótica na Universidade e houve também uma sensibilidade por parte do prefeito, que viu a necessidade de implantar nas escolas públicas esta tecnologia, pois só havia nas escolas particulares, e o prefeito indagou por que não adquirir recursos de robótica para as escolas públicas, para que elas também tenham acesso a esta tecnologia antes que ela chegue em massa na sociedade”.

Atualmente, Francisco Luiz dos Santos, além de trabalhar para a prefeitura, é professor da Universidade Federal Rural de Pernambuco e também já deu aula na Universidade Federal de Pernambuco e na Universidade Católica de Pernambuco. Ele acrescenta que devido à rede pública ser muito grande, em comparação à rede particular, foi feito um programa de robótica diferenciado, onde há três linhas pedagógicas diferentes de construção de robôs ou de interação e uma destas linhas é dos robôs humanoides. “Cada linha de robótica desta vai praticamente para todas as faixas escolares da rede de Recife”, pontua.

O Instituto Dom Barreto agradece a visita de Artur Mainardi e do professor Francisco Luiz para a demonstração de como o robô humanoide interage com as crianças. Foi um ótimo momento de descoberta e aprendizagem, que estimulou mais ainda, nos alunos, a vontade de estudar Robótica.

Paz e Bem!