Alunos da 1ª Série do Ensino Médio realizam trabalhos em instituições beneficentes através da Feira do Conhecimento e do LIV

 

 Sair da caixa para poder olhar o mundo através da dor do outro, desenvolvendo habilidades socioemocionais e preparando-se para os desafios que irão surgir no decorrer do século.   Essa foi a proposta do Instituto Dom Barreto para os alunos da 1ª Série do Ensino Médio na Feira do Conhecimento deste ano, executada em parceria com o Laboratório Inteligência de Vida (LIV). Uma experiência única e enriquecedora, que transformou tanto o coração dos estudantes participantes quanto o coração dos que foram acalentados e beneficiados por esta iniciativa.  

Cada turma abraçou uma instituição beneficente de forma especial e trabalhou nela um projeto de intervenção. Para isso, os alunos realizaram  visitas nos espaços para conhecer a realidade do local e analisarem os pontos necessários para uma melhoria. No total, foram sete projetos e, consequentemente, sete instituições. Foram elas:

  • Amhor – Associação de Portadores de Mielomeningocele, Hidrocefalia e Transtornos Neurológicos Orando por Recuperação – 1ª Série A. Objetivo: reforma do espaço e arrecadação de fraldas e brinquedos.
  • Associação Piauiense de Proteção e Amor aos Animais – 1ª Série B. Objetivo: colorir a Apipa, oferecendo mais conforto e lazer por meio das transformações das áreas de convivência.
  • Lar da Esperança e Centro de Apoio à Criança e ao Adolescente – 1ª Série C. Objetivo: Inicialmente, os alunos iriam reformar o espaço Lar da Esperança. Mas, devido a alguns problemas que tiveram, eles buscaram ajudar outra instituição, no caso, o Centro de Apoio à Criança e ao Adolescente, fazendo a recreação com as crianças e a distribuição de kits escolares.
  • Abrigo São Lucas – 1ª Série D. Objetivo: Melhoria do espaço e proporcionar alegria e experiências inesquecíveis aos idosos.
  • Lar das Flores de Maria – 1ª Série E. Objetivo: Reformar o jardim da instituição e climatizar o ambiente.
  • Casa Frederico Ozanan – 1ª Série F. Objetivo: pintura e reforma do muro da instituição, além de recreação com os idosos e doação de kits de higiene.
  • Associação Casa Esperança e Vida – 1ª Série G. Objetivo: Renovação da brinquedoteca.

Os estudantes executaram todas as etapas do edital proposto pela Feira do Conhecimento e pelo LIV. Prepararam um portfólio contendo informações preciosas e detalhes minuciosos sobre as instituições, com imagens e relatórios sobre as ações realizadas para a arrecadação de valores que foram investidos nos locais.

 

 

 

 

Os dombarretanos aceitaram a proposta e imergiram em seus projetos com o coração e com total dedicação.  Os resultados dos projetos foram apresentados no dia da Feira do Conhecimento. A turma da 1ª Série A, responsável pelo projeto da Amhor, relatou, por exemplo, no portfólio, a experiência de desenvolver um trabalho social e de engajar-se de corpo e alma no trabalho.

“Realizar esse trabalho foi muito importante para crescermos como seres humanos, para aprendermos a trabalhar em equipe, para superarmos as diferenças e para sairmos das nossas zonas de conforto. Nossa missão foi ajudar a Amhor a florescer, torná-la um ambiente preparado para acolher mães e crianças que lidam com suas deficiências. porém, no decorrer do projeto ocorreram desavenças: tivemos dificuldade para conseguirmos patrocínio. Tomar decisões acarretou desentendimentos entre integrantes de alguns subgrupos. Estando envolvidos nesse projeto, nos tornamos novas pessoas, indivíduos melhores, percebemos a importância de ajudar o próximo. Reconhecemos o quanto um brinquedo usado ou roupas que não queremos mais fazem total diferença para quem não tem nada e sobrevive de doações.”

A turma da 1ª Série D , responsável pela intervenção no Abrigo São Lucas, também expressou no relatório como se sentiram com as ações realizadas no decorrer da atividade: “Apesar de estarem cada vez menos presentes na nossa sociedade, essas atividades são de extrema importância para nós, visto que além de ajudar o próximo, promovemos o nosso crescimento pessoal e um alívio espiritual, o que acabam impactando positivamente em outras áreas, como nos estudos e na convivência familiar”.

E para parabenizar pelo resultado dessas ações, os orientadores do Projeto, o psicólogo Paulo Borges, a psicopedagoga Irlanny Santos e a assistente social Isabela Rangel, entregaram aos estudantes os certificados de destaque para nas categorias: “Projeto” (1ª Séries D e C), “Portfólio” (1ª Séries B e D), “Ornamentação” (1ª Séries A e F), “Resiliente” (1ª Séries C e A), “Apresentação” (1ª Séries F e E), “Inovação” (1ª Séries ITA e B) e “Harmônico” (1ª Séries E e ITA). Além dos certificados, os alunos ganharam caixas de batom garoto para complementar a premiação.

Parabenizamos nossos brilhantes pela sensibilidade e pela empatia nos trabalhos apresentados!