Dia da Campanha Educativa de Combate ao Câncer

Nesta sexta-feira, dia 4 de agosto, comemoramos o Dia Nacional da Campanha Educativa de Combate ao Câncer. A data tem o objetivo de chamar a atenção da sociedade para o cuidado constante com a saúde, por meio de medidas que podem prevenir não só o câncer, como também outras doenças. A doença é responsável pela morte de milhões de pessoas todos os anos e é alvo de pesquisas científicas incessantes em busca da cura. No entanto, várias formas de câncer podem ser evitadas através de pequenas mudanças de hábitos e atitudes.

Com base no documento World Cancerreport 2014 da International Agency for Researchon Cancer (Iarc), da Organização Mundial da Saúde (OMS), o Câncer é um problema de saúde pública, especialmente entre os países em desenvolvimento, onde é esperado que, nas próximas décadas, o impacto do câncer na população corresponda a 80% dos mais de 20 milhões de casos novos estimados para 2025.

 A estimativa feita para o Brasil, biênio 2016-2017, apontou a ocorrência de cerca de 600 mil casos novos de câncer. Excetuando-se o câncer de pele não melanoma (aproximadamente 180 mil casos novos), ocorrerão cerca de 420 mil casos novos de câncer. O perfil epidemiológico observado assemelha-se ao da América Latina e ao do Caribe, onde os cânceres de próstata (61 mil) em homens e mama (58 mil) em mulheres serão os mais frequentes. Sem contar os casos de câncer de pele não melanoma, os tipos mais frequentes em homens serão próstata (28,6%), pulmão (8,1%), intestino (7,8%), estômago (6,0%) e cavidade oral (5,2%). Nas mulheres, os cânceres de mama (28,1%), intestino (8,6%), colo do útero (7,9%), pulmão(5,3%) e estômago (3,7%) vão figurar entre os principais.

O tratamento do câncer pode ser feito através de quimioterapia, na qual são utilizados vários medicamentos para combater o tumor; radioterapia, na qual se utilizam radiações para destruir o tumor ou impedir que suas células continuem se dividindo; ou transplante de medula óssea, indicado para algumas doenças malignas que afetam as células do sangue.

Prevenção Primária – Cuidados que qualquer pessoa deve tomar cotidianamente, visando à prevenção de possíveis doenças, segundo OMS

O primeiro passo para a prevenção é adotar hábitos alimentares saudáveis. Por isso, orienta-se: evitar alimentos gordurosos – esses alimentos estão relacionados ao aumento da incidência de câncer de intestino e de próstata. Sugerem-se refeições ricas em fibras, com ingestão maior de legumes, folhas e frutas, pois melhoram o funcionamento intestinal.

Livre-se do cigarro! Hoje, muitos tipos de câncer estão relacionados ao tabagismo, tanto o ativo (fumantes) quanto o passivo (pessoas que não fumam, mas inalam a fumaça). Ambos têm maiores chances de terem um câncer de pulmão, se comparados àquelas que não estão expostas à fumaça do cigarro.

As atividades físicas ajudam a prevenir não só um possível câncer, como podem afastar doenças cardiovasculares. A prática de atividades regulares (no mínimo, 30 minutos de exercício físico pelo menos quatro vezes na semana) melhora significante a saúde.

Além das medidas já citadas, é importante chamar a atenção para outros métodos que podem evitar diversas doenças que acometem o ser humano, como, por exemplo, doenças sexualmente transmissíveis que aumentam as chances de alguns tipos de tumores. O uso do preservativo é a principal medida para evitar essas doenças. As vacinas também são uma excelente forma de se proteger, por isso é importante estar com o cartão de vacinação em dia.

Para prevenir o Câncer de Mama, as mulheres devem fazer mamografia anualmente, a partir dos 40 anos. É importante ainda a realização do exame preventivo feito por um ginecologista para examinar o colo do útero.

Para os homens, a partir dos 45 anos, é fundamental uma consulta com um urologista para a realização do exame de PSA. Vale lembrar que pacientes que começam a ter sintomas ligados ao sistema urinário devem procurar um médico antes desse prazo. Tanto mulheres quanto homens, após os 50 anos, devem procurar um profissional para realizar o exame de colonoscopia, para tentar detectar lesões iniciais de câncer de intestino.

Além disso, é indispensável que todas as pessoas visitem um clínico de confiança pelo menos uma vez por ano, para realizar exames de rotina e terem esse acompanhamento médico. A informação é a melhor maneira para prevenção. E os cuidado diários com a saúde nos ajudam a levar uma vida mais tranquila, com bem-estar e vivacidade. Cuide-se!