Dia Nacional do Trânsito – 25 de setembro         

Criado com o objetivo de desenvolver a conscientização social sobre os cuidados básicos que todo o motorista e que todo pedestre deve ter no trânsito, comemora-se hoje, 25 de setembro, o dia Nacional do Trânsito, que foi instituído a partir da criação do Código de Trânsito Brasileiro, em setembro de 1997.

 

Esta data está inserida na Semana Nacional do Trânsito, que ocorre anualmente entre 18 e 25 de setembro. Todos os anos um tema específico é debatido ao longo da Semana do Trânsito. Os temas abordados são escolhidos pelo CONTRAN (Conselho Nacional de Trânsito). Em 2017, o tema escolhido foi: “Minha escolha faz a diferença no trânsito”.

 

O trânsito refere-se à circulação de pessoas, animais e veículos em vias públicas ou privadas, com o objetivo de obter um deslocamento ou transporte de uma determinada carga. Dessa forma, o carregamento e o descarregamento dessa carga também são partes integrantes do que se entende por trânsito.

 

DADOS SOBRE O BRASIL

No Brasil, as estatísticas referentes aos acidentes de trânsito são alarmantes. Dados recentes divulgados pelo Observatório Nacional de Segurança Viária, referentes ao ano de 2013, asseguram que morrem mais pessoas nesse tipo de acidente do que, por exemplo, de câncer. A maioria desses acidentes está relacionada com infrações cometidas pelos motoristas e até pelos pedestres.

 

De acordo com dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), todos os anos, aproximadamente, 1,3 milhões de pessoas morrem vítimas da imprudência ao volante. Dos sobreviventes, cerca de 50 milhões vivem com sequelas. O levantamento foi feito em 2009, em 178 países. Além disso, o trânsito é a nona maior causa de mortes do planeta.

 

O Brasil aparece em quinto lugar entre os países recordistas em mortes no trânsito, atrás apenas da Índia, China, EUA e Rússia. Segundo o Ministério da Saúde, em 2015, foram registrados 37.306 óbitos e 204 mil pessoas ficaram feridas em acidentes de trânsito.

 

O Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre (DPVAT) pagou, em 2015, 42.500 indenizações por morte no país e 515.750 pessoas receberam amparo por invalidez.

 

DADOS ALARMANTES NO PIAUÍ

A Secretaria de Estado da Saúde divulgou, no dia 30 de maio deste ano, um informativo com dados referentes aos acidentes terrestres, relacionando óbitos, internações e os impactos no serviço hospitalar no Piauí. A apresentação ocorreu durante a mobilização alusiva ao movimento “Maio Amarelo”, de prevenção a acidentes de trânsito.

Nas últimas décadas, os acidentes de trânsito configuram um dos maiores desafios para os gestores públicos. Estes representam vidas perdidas ou sequelas que interferem na qualidade de vida, em especial, na população jovem e em idade produtiva. Somente em gastos com a saúde pública, o Piauí destinou, em 2016, R$7.195.699,00 para despesas de pacientes vítimas de acidentes de trânsito internados em hospitais.

As causas externas, incluindo as vítimas de acidentes de trânsito, estão em segunda posição quanto às internações hospitalares, em uma evolução crescente de 2010 a 2016. De 23.751 pessoas internadas em 2016, 7.125 foram vítimas de acidentes de trânsito, o que representa 30% daquele universo, implicando em custos significativos para o tratamento de pessoas acidentadas.

 

ORIENTAÇÕES DA POLÍCIA RODOVIÁRIA FEDERAL

Entre as condutas recomendadas pela PRF aos motoristas para evitar acidentes estão: respeitar as placas de sinalização, em especial, os limites de velocidade; fazer revisões periódicas do veículo e conferir o funcionamento dos equipamentos obrigatórios; planejar a viagem e evitar dirigir com pressa, cansado ou com sono; manter uma distância mínima de segurança em relação aos demais veículos; em caso de chuva, redobrar os cuidados e reduzir a velocidade.

 

CAMPANHA IDB DE PAZ E BEM NO TRÂNSITO

 

Diante de tantos dados assustadores que refletem a realidade do nosso país e estado, o Instituto Dom Barreto tem por missão educar os futuros brilhantes sobre a necessidade urgente de mudança e respeito no trânsito. Por isso, em 2017, lançamos a “Campanha IDB de Acessibilidade Paz e Bem no Trânsito”, uma campanha permanente que visa não só a educação no trânsito, mas, especialmente, o respeito para com as pessoas com dificuldades de mobilidade. Em todas as vias de acesso ao IDB existem vagas exclusivas destinadas a embarque e desembarque dessas pessoas.

 

 Além disso, durante todo o ano os alunos têm recebido visitas dos agentes da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (STRANS) que, de forma teórica e prática, através da simulação de situações de trânsito, dão uma verdadeira aula de educação. Dessa forma, as crianças, desde cedo, passam a ter consciência de que a melhora que precisamos ver lá fora, começa com a educação que elas recebem aqui.

 

RESPEITAR É O PRINCIPAL

A maior parte dos acidentes poderia ser evitada caso os motoristas e pedestres cumprissem as normas previstas na legislação. Afinal, mais importante do que um desempenho satisfatório ao volante é a conservação da vida e a garantia de uma melhor segurança nas vias de tráfego do país.

 

Neste e em todos os dias, promova a paz e o respeito no trânsito.

Sua atitude faz a diferença.

 

Paz e Bem!