Primeira viagem do homem à Lua

Em 16 de julho de 1969, os astronautas Neil Armstrong, Edwin ‘Buzz’ Aldrin e Michael Collins partiram na ponta do foguete Saturno V, de Cabo Canaveral na Flórida, Estados Unidos, tripulando a nave Apollo 11 composta pelo Módulo de Comando Columbia e pelo Módulo Lunar Eagle na presença de centenas de milhares de pessoas que, pelas estradas e campos ao redor do Centro Espacial Kennedy, assistiam ao lançamento do foguete. Iniciava, assim, a primeira viagem do homem à Lua, evento que marcou para sempre a história da humanidade.

 

Um dos episódios mais emblemáticos e importantes da história, aconteceu durante a Guerra Fria, momento em que o mundo estava dividido em dois pólos: por um lado, o sistema capitalista liderado pelos Estados Unidos da América e, por outro lado, o sistema socialista liderado pela União Soviética. O nome é relacionado ao período de tensão em que ocorreram conflitos indiretos e no campo ideológico entre as potências que disputavam a hegemonia política, econômica e militar no mundo.

 

A Guerra Fria e a Corrida Espacial

 

O mérito dos EUA tere enviado o primeiro homem à Lua, é resultado de uma série de acontecimentos na chamada corrida espacial. O combate ao comunismo na chamada “caça às bruxas” promovido pelos Estados Unidos, a corrida armamentista que fizera com que as duas grandes potências espalhassem exércitos e armamentos em seus territórios e nos países aliados foram alguns dos fatos que marcaram o período da guerra ideológica. A corrida espacial foi uma das consequências dessa disputa em que a União Soviética deu o primeiro passo ao lançar, em 4 de outubro de 1957. o primeiro satélite artificial do planeta, o Sputnik, que, em português, significa “viajante”. O lançamento do Sputnik foi também a primeira vez em que um objeto criado por humanos foi colocado em órbita.

 

Alguns meses depois, em julho, o então presidente dos EUA, Dwight Eisenhower, determinou a criação da NASA (National Aeronautics and Space Administration), a agência federal dedicada à exploração espacial. Os soviéticos saíram mais uma vez à frente em 1959, quando lançaram a Luna 2, primeira sonda espacial a atingir a Lua. Também, em abril de 1961, o soviético Yuri Gagarin foi o primeiro homem a orbitar a Terra, na nave espacial Vostok 1.

 

Um espetáculo mundial

 

Em 1961, o presidente John F. Kennedy anunciou que os Estados Unidos levariam o homem à Lua antes do fim da década e a NASA lançou o Projeto Apollo com esse objetivo. Ao longo da década, um conjunto de expedições foi realizado e em 16 de julho de 1969, a nave espacial Apollo 11 foi lançada, atingindo solo lunar quatro dias depois, em 20 de julho de 1969. “Este é um pequeno passo para o homem, um gigantesco salto para a humanidade”, disse Armstrong, emocionado ao pisar na Lua pela primeira vez, sem saber ainda que tempos depois esta se tornaria uma das frases mais icônicas de toda a história. Minutos depois, Aldrin juntou-se a ele na gravidade mínima.

 

Os dois astronautas passaram 2 horas e 10 minutos no Mar da Tranquilidade. Numa das pernas do módulo, chamado Eagle (águia, em inglês), havia uma placa comemorativa. Neil Armstrong leu, então, em voz alta: “Aqui, homens do planeta Terra pisaram na Lua pela primeira vez. Nós viemos em paz, em nome de toda a humanidade”. O texto levava a assinatura dos três tripulantes e a do então presidente americano Richard Nixon. A dupla ainda fixou a bandeira dos Estados Unidos. A 24 de julho, oito dias, três horas e 18 minutos depois de lançada de Cabo Canaveral, a Apolo mergulhou nas lonjuras do Pacífico sul, na altura da Polinésia, certos de que o homem havia realizado um dos maiores feitos: pisar na Lua.

 

Há exatos 48 anos os Estados Unidos da América, com a chegada do homem à Lua, ganhava a Corrida Espacial.